Arquiteta Carmem Avila incluiu área gourmet com churrasqueira, piscina e um frondoso jardim nos fundos do terreno do sobrado

Quando os proprietários adquiriram esta residência de 300 m², em São Paulo, pensaram em demolir o imóvel de 1956 e reconstruí-lo. Mas a arquiteta Carmem Avila, do escritório Carmem Avila Arquitetura, enxergou o potencial da casa e os convenceu a resolver os principais inconvenientes com uma reforma radical, que integrou as áreas internas e aproveitou ao máximo a estrutura existente.

“A área externa serviu para conectar os dois níveis da casa e resgatou a relação dela com os jardins”, conta a arquiteta. Para isso, o terraço de concreto aparente interligou o pavimento térreo ao inferior, que ao ser ocupado com área gourmet, sala de jogos e piscina, virou o templo de lazer da família. Após cálculos estruturais, a varanda surgiu para conectar o térreo ao jardim. Carmem projetou uma laje de concreto maciço e optou por um guarda-corpo de inox e vidro pronto. “O modelo modular, com um sistema padronizado de parafusos e braçadeiras metálicas, custou quase a metade do preço de um feito sob medida”, explica Carmem.

Usado em todo o piso externo, escada e borda de piscina, o piso de quartzito branco, que mistura peças retangulares com espessura entre 3 e 5 cm, é prático e resistente. “As pedras robustas são fáceis de limpar. Basta uma vassoura e não necessita de água”, conta. Escolhida por formar um tapete denso e macio, a grama-esmeralda é perfeita para jardins residenciais. Mas antes de ser plantada, a paisagista Priscilla Bruno precisou remover toda a camada superficial de terra com restos de obra capazes de prejudicar seu cultivo.

Formada por uma raia (2,10 x 12,5 m e 1,40 m de profundidade), a piscina conta com spa e prainha, podendo ser usada o ano inteiro por ser aquecida. O tanque de concreto armado recebeu pastilhas de porcelana verde. Para fundir o muro à vegetação do jardim, Carmem cobriu o paredão de concreto com tinta verde para pisos de quadras. “Testamos em outros projetos e notamos que a durabilidade é maior do que a de outros tipos de tinta”, afirma. Menos de uma lata de 18 litros cobriu os 80 metros de muro.

Contato:
Carmem Avila
(11) 3641-3957
https://www.carmemavila.com.br/